Desafio Fenajeep – Victor Lara

Após cinco dias de uma intensa programação, evento chega ao fim anunciando campeões

A XXVI Fenajeep chegou ao fim na tarde deste domingo, 23 de junho, em Brusque (SC). Depois de cinco dias de intensa programação, a Festa Nacional do Jeep se despede de 2019 deixando nos participantes aquele gostinho de ‘quero mais’.

Público – Wesley de Souza

O hasteamento da Bandeira Nacional no final da tarde de quarta-feira, 19 de junho, e a solenidade de abertura logo em seguida, deu início à maior festa off-road da América Latina. No primeiro dia, a estrela foi o Salão Off-Road da Fenajeep, com mais de 70 expositores trazendo novidades em veículos, peças e acessórios dos mais diversos. Em todos os dias do evento o Salão foi muito prestigiado pelo público, amantes do universo jipeiro.

Já na quinta-feira, 20, tiveram início as competições de Gaiola Cross, com manobras, adrenalina e muita velocidade. O espetáculo das gaiolas arrancou aplausos, gritos e suspiros do público, em todos os dias de provas. A cada volta, novos recordes eram quebrados e as disputas cada vez mais se acirravam entre os competidores.

Na sexta-feira, 21, os pilotos e zequinhas do Desafio Fenajeep demonstraram sua destreza na prova, acompanhada de perto pelos expectadores na arquibancada. Obstáculos, lama e muita habilidade fizeram parte da disputa, que animou a torcida e seguiu até no domingo, assim como o Gaiola Cross.

Foto Victor Lara

Sábado, 22 de junho, foi dia do Jeep Indoor estrear na pista da XXVI Fenajeep. E os pilotos fizeram bonito a cada volta, mostrando a robustez dos carros, que dão nome à festa e, ao mesmo tempo, a agilidade nas curvas da pista da Fenajeep. Este dia também foi marcado por três eventos que aconteceram fora do grande complexo da festa: os Passeios Radical, Expedition e o Rally de Regularidade. Aproximadamente 300 veículos e 600 pessoas participaram dessas provas, que exploraram trilhas nas divisas de Brusque/Itajaí, Brusque/Gaspar e Botuverá.

Em todos os dias do evento o público também pode conferir a exposição de viaturas militares, de Jeep Willys, conhecer produtos artesanais da região e ainda se deliciar com a gastronomia dos diversos foodtrucks, na praça de alimentação exclusiva da Fenajeep.

Foto Victor Lara

E no domingo, 23 de junho, foi o dia reservado para as grandes finais das competições de Gaiola Cross, Jeep Indoor e Desafio Fenajeep. Para os pilotos e suas equipes, foi o momento especial de levantar os troféus de campeões nesta grandiosa festa, que atrai um público de todos os lugares do Brasil e de muitos países da América do Sul.

Sucesso

Diante de tantos eventos que compõem a Fenajeep, e do público numeroso que participou desta edição, a avaliação do presidente do Brusque Jeep Clube e integrante da Comissão Organizadora da Fenajeep, Vilmar Negão Walendowsky é a melhor possível. “Esses cinco dias que tivemos aqui foram maravilhosos. O evento ocorreu normalmente, tivemos nosso Salão cheio de visitantes e negociações o tempo todo, sem falar nas provas que foram muito acirradas, com centésimos de segundo de diferença nas classificações, sendo cada tempo disputado para baixar e garantir a classificação dos campeões. Fizemos uma área maior para os camarotes dos pilotos este ano e também convidamos os organizadores das outras oito etapas do Campeonato Catarinense de Jeep e Gaiola Cross para ficarem em camarotes em frente à pista, o que garantiu diversos elogios. Além disso, o nosso Rally de Regularidade teve em seu trajeto trilhas para as cidades de Canelinha e Gaspar. E na volta, o percurso passou no terreno onde serão realizadas as próximas edições da Fenajeep. Ou seja, já tivemos a estreia no local”, comenta Negão.

Alguns integrantes Overland. Foto Taiana Eberle

Segundo ele, uma pergunta recorrente feita ao longo da festa foi em relação à próxima edição da Fenajeep: se ela irá ocorrer no Complexo Chico Wehmuth ou no Pavilhão da Fenarreco. “Vamos batalhar para que no próximo ano possamos ter a nossa estrutura construída no Complexo. Entretanto, só vamos fazer o evento lá se tivermos tudo bem montado e pronto para recebermos todos da melhor forma. Caso isso não ocorra, vamos continuar aqui no Pavilhão Maria Celina Vidotto Imhof”, esclarece Negão.

Momento especial

Expedicionários em visita ao evento – Foto Wesley de Souza

Um dos momentos mais emocionantes da XXVI Fenajeep foi a presença de três expedicionários da Segunda Guerra Mundial, que visitaram o evento no sábado, 22, e receberam homenagens. Arnoldo Lana, José Bernardino Coelho e Hugo Pedro Felisbino prestigiaram a festa e embarcaram com a organização do evento em uma volta pela pista mais radical da América Latina.

Foto Wesley de Souza

A presença deles reforçou que a guerra é algo que deve ficar no passado e que um dos símbolos da batalha, o jipe, deixou de ser algo ruim, e tornou-se o símbolo de paz, união e entretenimento, através da Festa Nacional do Jeep. “A emoção foi muito grande em termos essas pessoas aqui. Sem falar no público, que aplaudiu de pé esses três guerreiros. Foi maravilhoso”, pontua Negão.

Fenajeep social

Na tarde de domingo, 23, a Comissão Organizadora da festa também assinou o Termo de Doação de um novo equipamento à UTI do Hospital Azambujahospital. Participaram do ato o chefe de UTI e diretor técnico do hospital, Dr. Eugênio José Paiva Maciel, a gerente de enfermagem, Irmã Neuza Claudete dos Santos e a coordenadora de enfermagem da UTI, Kenny Dalsenter. O equipamento doado trata-se de um Ventilador Pulmonar Eletrônico Portátil, da marca Newport modelo HT70, contendo circuito completo de ventilação e blender (misturador ar/oxigênio).

Foto Wesley de Souza

Grande público

Público presente na premiação – Wesley de Souza

O público também marcou presença de forma intensa na XXVI Fenajeep. Diversas famílias e grupos de amigos estiveram na festa, dos mais variados locais do país. Um deles foi o grupo da Overland Expedições, que pela segunda vez organizou a vinda ao maior evento off-road da América Latina. No total, 100 veículos e 350 pessoas saíram juntos de Florianópolis no sábado, 22, para Brusque. No grupo, pessoas de Joinville, Taió, Luís Alves, Criciúma, além de Curitiba (PR), Esteio (RS) e também do Rio de Janeiro (RJ). “A Overland existe há três anos, organiza trilhas na região e passeios internacionais em diversos locais e, poder vir para a Fenajeep é fantástico. Trabalho com Turismo, sou jipeiro há algum tempo e nada melhor do que unir essas duas paixões. Agora esperamos vir em 2020 com 200 veículos”, projeta o empresário e organizador da Overland, Eduardo Victor Fernandes, que há anos frequenta a festa.

Entre os que estiveram pela primeira vez na Fenajeep estava o protético Alan Severo da Rosa, de Florianópolis. Acompanhado da esposa, Ariana, da mãe, Mariangela, e da filha, a pequena Catarina, 3 anos, ele visitou todas as atrações da festa e ficou surpreso com a estrutura do evento. “Desde que nossa filha nasceu, há três anos, procurávamos um evento para irmos em família e não tínhamos encontrado nada ainda. E foi incrível estarmos aqui, pois a Fenajeep é uma festa justamente com esse perfil familiar. Sem dúvida vamos voltar no próximo ano e vir para ficar mais dias na festa para aproveitar, pois não sabíamos que era tão bom”, comentou ele.

De acordo com o presidente do Brusque Jeep Clube, mais de 75% do público presente na XXVI Fenajeep foi de fora, de outras cidades do país, além de pessoas do Paraguai, Uruguai e Argentina. “Contando todos os Passeios, Rally, as competições de Jeep e Gaiola Cross, o Desafio, as exposições, e os visitantes de grupos inscritos, tivemos 880 veículos participando da Fenajeep, além do público de modo geral que esteve na festa. Agradecemos a toda a Comissão Organizadora e aos diretores das provas pelo empenho em mais uma Fenajeep de sucesso, e também a São Pedro que nos abençoou todos os dias da festa”, ressalta.

Com o fim da XXVI Fenajeep, agora a Comissão Organizadora do evento inicia os trabalhos para a próxima edição, em 2020. 

Campeões da XXIV Fenajeep

O Rei da Pista – Foto Wesley de Souza

Neste domingo também foi realizada a premiação dos campeões da XXVI Fenajeep. Os competidores que tiveram o melhor desempenho em suas modalidades foram agraciados com troféu e premiação também em dinheiro. Foram R$ 51.500,00 no total. Nas disputas do Jeep Indoor e Gaiola Cross (categorias Aspirado e Turbo) para o primeiro lugar os vencedores receberam R$ 3.500,00. Para o segundo, a premiação foi de R$ 2.500,00, terceiro lugar R$ 1.500,00, quarto lugar R$ 1.200,00 e quinto lugar R$ 800,00.

Salão Off-Road

Já para o Desafio Fenajeep, as premiações foram de R$ 2 mil para o primeiro lugar, R$ 1.500,00 para o segundo e R$ 1 mil para o terceiro, ambos para as categorias Master, Stock e Força Livre.

O brusquense Lucas Tomasi sagrou-se campeão da Gaiola Cross categoria Aspirado. Muito emocionado, Lucas dedicou o troféu ao avô, que sempre acreditou em seu sonho de criança de correr na Fenajeep, e à toda equipe. “É um sonho se tornando realidade estar aqui hoje e levantar o troféu de campeão. Há cinco anos eu nem corria. Agora estou aqui e a sensação é a melhor do mundo”, conta.

Doação Hospital Azambuja – Crédito Wesley de Souza

A Fenajeep é feita de histórias incríveis, como a do piloto Cristian José Rodrigues, de Rio do Sul (SC), campeão da modalidade de Gaiola Cross, categoria Turbo. Na sua última competição, ele lembra que o motor do carro estourou e, sem tempo para acompanhar os reparos, precisou confiar no amigo e também piloto Renê Jorge Heberle. Conhecido como “Penélope”, Renê é um dos competidores mais famosos da Fenajeep, porque nunca está muito interessado com a colocação. Para ele, o importante é voar na pista, levantar o público, ser protagonista do espetáculo. Em 2019, no entanto, Renê não tinha nenhuma gaiola para competir e ficou feliz ao receber de Cristian o convite para dividir o mesmo carro. “Não tinha como ele ficar de fora desta edição, ainda mais diante da ajuda que deu para a minha gaiola ficar pronta no prazo. Mas dividir o mesmo carro força demais o motor e, no sábado, tivemos um problema bem grave. Foi muita sorte que a equipe Tomasi nos emprestou uma peça”, conta Cristian.

Neste domingo, os amigos Cristian e Renê subiram ao pódio para ocupar, respectivamente, a primeira e segunda colocação. “Isso só comprova o que todos somos, uma grande família. Há mais companheirismo do que rivalidade entre os pilotos. É por isso que dá certo”, descreve Cristian, que recebeu o troféu de campeão segurando sua primeira filha nos braços, a pequena Valentina, de 50 dias. 

Jeep Indoor

Jeep Indoor – Victor Lara

No Jeep Aspirado a noite foi de grande comemoração para Silvio Ambrosi, o ‘Tivy’. Pentacampeão na Fenaeep, ele comemorou de forma tripla a conquista este ano na Festa: além de ter conquistado o primeiro lugar, também levou a melhor como o ‘Rei da Pista’ da XXVI Fenajeep, com melhor tempo, na casa dos 30 segundos. Além disso, comemorou a vitória com os amigos e a família de forma especial, já que ele celebra seu aniversário nesta segunda-feira, 24. “A Fenajeep é sempre um grande diferencial se comparada as outras etapas do campeonato. Ganhar aqui, com o melhor tempo, é uma emoção indescritível. Tenho uma oficina de carros e sempre me dedico muito no meu veículo, então vejo isso como consequência do meu trabalho. Este ano vimos que o nível das equipes está mais evoluído e acredito que as disputas vão ser acirradas cada vez mais”, comentou o campeão, que dedicou a vitória ao pai, o saudoso senhor Natal Ambrosi. Tivy também acumulou a conquista de ‘Rei da Pista’ nas etapas de Horizontina e Capivari.

Foto Victor Lara

O campeão do Jeep Indoor Categoria Turbo é de Forquetinha/RS. Mauricio H. Allgayer alcançou pela segunda vez o lugar mais alto do pódio e agradeceu a toda equipe e família por todo apoio. “Participo da Fenajeep desde 2004 e em 2017 consegui minha primeira vitória. Ganhar a Fenajeep é melhor do que ganhar o campeonato inteiro, porque aqui a prova é muito disputada, do início até o fim”, comenta.

Desafio

Foto Victor Lara

No Desafio Fenajeep, a dupla Leandro Teixeira, do Paraguai, e o zequinha David Carraro, de Curitiba, levaram a melhor na categoria Master. “Participamos há cinco anos e fui campeão agora pela segunda vez na Fenajeep, mas a equipe já teve outros bons resultados em outras edições. De todos os anos esse foi o melhor, mais organizado, com bons obstáculos. Valeu muito a pena e ano que vem estaremos aqui novamente”, comentou o piloto paraguaio.

Estreantes na Fenajeep e no universo off-road já em grande estilo, os irmãos Diego Vinícius e Marcelo Ferro foram campeões da categoria Stock. Naturais de Curitiba, eles se surpreenderam com o resultado, já que é a terceira vez que conduzem o carro. “O resultado foi muito bom e estamos felizes porque tudo deu certo. A Fenajeep tem uma energia difícil de descrever. O público gosta quando o carro tomba e nós tombamos duas vezes. Mas conseguimos entender melhor os detalhes da pista e alcançar a inesperada vitória”, detalha.

A última Categoria a ser premiada do Desafio Fenajeep foi a Força Livre. Alfredo Fritzke de Blumenau, conquistou o primeiro lugar, e estava muito feliz com a vitória. “Eu venho desde pequeno para Fenajeep, junto com meu pai, isso há mais de 20 anos. Há quatro anos participo da competição e venho sempre buscando o pódio, desta vez deu certo. Agradeço a minha esposa, minha família e a toda equipe, pela força que sempre me dão”, enfatiza.

Confira as colocações dos Campeões XXVI Fenajeep:

Gaiola Cross – Categoria Aspirado

1º Lugar –  Lucas Tomasi

2º Lugar –  Júnior Vargas

3º Lugar –  Lucas Henrique Lang

4º Lugar –  André Kouda

5º Lugar –  Ronaldo Machado Schunk

Gaiola Cross – Categoria Turbo

1º Lugar –  Cristian José Rodrigues

2º Lugar –  Rene Jorge Heberle

3º Lugar –  Eduardo Bianchini

4º Lugar –  Christian Cordeiro Júlio

5º Lugar –  Rubens Machado Schunk

Jeep Indoor – Categoria Aspirado

1º Lugar –  Silvio Ambrosi

2º Lugar – Cesar Camargo

3º Lugar –  Eduardo Boer

4º Lugar –  Rodinei Bottega

5º Lugar –  Osmar Martignago Junior

Jeep Indoor – Categoria Turbo

1º Lugar –  Maurício H. Allgayer

2º Lugar –  Marcio Valmor Júlio

3º Lugar –  Luiz Antônio Ferrarini

4º Lugar –  Renato Grunech

5º Lugar –  Ed Carlos de Oliveira Marques

Desafio Fenajeep – Categoria Stock

1º Lugar –  Ferro

2º Lugar –  Leônidas

3º Lugar –  Daniel

Desafio Fenajeep – Categoria Master

1º Lugar –  Leandro

2º Lugar –  Jurandir

3º Lugar –  Karlyn

Desafio Fenajeep – Categoria Força Livre

1º Lugar –  Alfredinho

2º Lugar –  Darros

3º Lugar –  Ronaldo Bile