Confira como foi a prova da Copa Scherer 4×4 Carbon Free, em Capinzal  

Fotos Flavio Brasil

 

 

A pouca chuva que assolou Capinzal (SC) e região, nos primeiros dias de maio, deu um charme todo especial para a terceira e quarta etapas da Copa Scherer 4×4 Carbon Free, realizada no sábado (06). Os trechos em meio aos reflorestamentos da Linha Barro Preto, extremamente úmidos, exigiram das 37 duplas inscritas muita maestria.

“Pega bobos”, laços, pegadinhas, erosões e diversas curvas também testaram a habilidade dos competidores. A prova teve cerca de quatro horas de duração, aproximadamente 87 km, sendo que largada e chegada foram no Parque de Exposições Domingos Pelizzaro.

 

 

 

“Tivemos muitos pontos positivos, muitos elogios. Foi uma prova lisa, bem técnica e eu estou bem feliz pois não tivemos reclamações das duplas. Cada etapa da Copa Scherer a estrutura está crescendo, está melhorando e hoje tivemos público que veio prestigiar, deixando o evento ainda melhor. Queremos deixar nosso agradecimento aos patrocinadores e apoiadores, pois graças a eles todas essas conquistas são possíveis”, expôs o diretor de prova, Kassiano Kerber.

 

 

Para o piloto vencedor da categoria B, Filipe Paganini, de Tangará, as etapas de Capinzal engrandeceram o nome da Copa Scherer 2017. “A prova estava excelente, com médias justas e pista sensacional, bem do jeito que a gente gosta de andar. Deu tudo certo, não erramos nada, apesar de que manter a média estava difícil devido o piso molhado, mas um bom trabalho foi feito e resultado está aí”, comentou.

Trilha Sérgio Piovesan

Logo antes da premiação um dos fundadores do Jeep Clube Capim Dourado foi homenageado pela organização do evento. Com a presença da família, Sérgio Piovesan, já falecido, recebeu a homenagem por toda sua dedicação nas provas de jeep raid.

 

 

 

 

Copa Scherer 4×4 Carbon Free

O termo Carbon Free está ligado ao compromisso ambiental dos competidores e patrocinadores. Todo o carbono emitido pelos veículos é neutralizado por meio do plantio de árvores nativas, sendo que a cada 100 km percorridos por veículo, uma árvore é plantada. Nas etapas de Capinzal, o plantio das mudas nativas foi um pré-requisito para a largada, pois só participava da competição após o plantio das mudas.

 

Premiados

Confira os premiados de cada categoria:

Categoria Novatos:

 

Vencedores categoria N.jpg

 

1º lugar – Marcos Antonio Beal e Rodrigo Beal

2º lugar – Luciano Pasqual e André Pasqual

3º lugar –  Ivonir Rotta e Antonio Morando

4º lugar – Emerson Lodinho e Clair Ribeiro

5º lugar – Jarlei Bearzi e Eduardo Baldissera

Categoria B:

Vencedores categoria B

 

1º lugar – Filipe Paganini e Edinei Beims

2º lugar – Edmundo Hachmann e André Hachmann

3º lugar – Ari Tondin e André Tondin

4º lugar – Carlos Alberto Volpato e Samuel Silva

5º lugar – Rodrigo Reisdorfer e Marcio Camaroto

 

Categoria A:

Vencedores Categoria A

 

1º lugar – Gustavo Schimidt e Tiago Poisl

2º lugar – Elemar Kirst e Henry Kirst

3º lugar – Telmo Bastos e Sabrina Bastos

4º lugar – Eloi Petry e Naor Petry

5º lugar – Nacleto Piovesan e Roberto Luiz Spessato